Header Ads


Espaço Hip-Hop Huambo: "Hip Hop no Huambo, certeza ou incerteza?" - Portal Vany Musik


Por: Ti-Chiny o Agro
Revisão: Estevão Ngundia

Hip Hop no Huambo, certeza ou incerteza? 

O  movimento  Hip-Hop  do  Huambo, composto  por  jovens  amantes  desta  kultura,  mais  infelizmente  dos   quatros elementos  básicos  (Emeceeing, Deejaying, Break e Graffiti),  o  que   mais  domina  actualmente  é  o Emeceeing e o Graffiti,  os  restantes  por  algumas  razões,  nota-se  uma  crise  nos  seus fazedores. 

Criado  nos  meiados   de 2011/2012, com  o  objectivo  de  pregar  a  Paz, Amor,  União e a diversão com responsabilidade, criando ferramentas de divulgação dos produtos, é um dos mais coesos, ao contrário dos que existiram nessas bandas, porque congrega todos fazedores, da alta a baixa, do Lossambo a pedra cuca, do São - Pedro ao Kambiote, e até fazedores dos 11 municípios que integram a província do Huambo, independentemente da ideologia política, social, religiosa, raça e ectnia. E tem estado a realizar várias actividades para massificar a arte, conforme o seu lema. 

Para esse pequeno grupo social, nem tudo é um mar de rosas, por detrás da boca e dos lábios que sabem sorrir, há um clima de polémicas, e insatisfações. Os conflitos fundamentados no estrelato, orgulho, falta de humildade, excesso de ego, como diz um amigo as "ka manias", tem estado a criar ilhas no seio do grupo o que abala totalmente essa estrutura e seus amantes, promovendo o desrespeito a todos seguidores nesse pedaço de terra chamado Huambo, como além fronteiras...

Que Hip - Hop teremos no futuro? 
Será que o querem acabar, como tentaram fazer B. I. G. e 2PAC?
Reflictam e deiam o vosso contributo. 
Nas próximas edições traremos intervenções sobre o assunto. 
Com tecnologia do Blogger.