Header Ads


Espaço Amigos da Literatura: «Tio Santa Barriga e o Bairro do Pecado» - Portal Vany Musik


Por: João Angelino
Revisão: Estevão Ngundia

Tio Santa Barriga, mais velho de pouca fala. 
As suas calças chegavam até ao peito. 

Bastava estar montado na sua Bicicleta Cavalo Magrinho 
Que toda malta colocava-se em trabalhos de risos 
As reacções eram diferentes, uns deitavam - se no chão, outros levavam às mãos até a cabeça e a boca como se recebecessem uma notícia ruim 
O tio Santa Barriga dava graças só de se ver. 
Quando puxava as calças, os “etupas” ficavam imarcialmente
Marcados. 

As tias no bairro do pecado só, diziam 
- ókÓ, kakwe te olondugue!
O tiote era famoso, lá no bairro do pecado. Chamavam
Assim porquê lá havia toda espécie de pecado imoral. 
As miúdas latonas com tchunas, os papoites com as dicas de 
Promessa, os putos com poemas, todos sobrecarregado com
As dificuldades de viver, tanto é que o tio Santa Barriga dizia
- Viver dá trabalho, os mortos não têm esse trabalho todo. Na verdade, morrer não é uma má opção, pois só os vivos sofrem. 

Ele falava justamente por causa dos Bullings da vizinhança 
Ser diferente não é trabalho fácil. Atrai seguidores, se quiseres ter seguidores, seja apenas diferente da maioria. 

O tio Santa Barriga, tinha muitos seguidores no bairro do pecado que gostavam de provoca - lo. 
Os senhores da idade dele, chamavam - se todos de Doutores. Doutores esses que prometiam

Fundos e mundos nessas catorzinhas e mangas de dez. Não me parece normal alguém que aufere o grau académico de Doutorado, deixar a sua mulher, com a qual vive à muito tempo para ter intimidades com alguém que tem a idade de sua filha. 
Na opinião do tio Santa Barriga, esses seus contemporâneos feriam e atropelavam a moralidade das crianças, por isso, algumas até não respeitam os pais
O tio Santa Barriga é um mais velho que não sabe vestir, cheira a mal, a cintura da suas calças chega ao peito, pedalava uma bicicleta da década de setenta, mas ele não vigariza as pequenas, não promete nada para coagir às miúdas, ele é muito diferente dos seus contemporâneos. 

Ele estava na verdade, cercado por uma ilha de moralidade. 
Não importa quão feio e insano seja alguma coisa, há sempre uma pincelada de bondade. 
Com tecnologia do Blogger.