Header Ads


Espaço Huambo Yetu: «Universidade José Eduardo Dos Santos e ISCED aumentam taxa da mensalidade - Portal Vany Musik


Por: Estevão Ngundia
Fonte: ANGOP/HUAMBO

Na ronda efectuada pela Angop, na segunda-feira (22), constatou-se um aumento da comparticipação mensal de três mil kwanzas em relação ao valor anteriormente cobrado, pois os estudantes do período nocturno irão pagar 15 mil kwanzas, ao invés dos habituais 12 mil kwanzas.
Com sete unidades orgânicas na província do Huambo, a UJES ministra cursos no período nocturno no Instituto Superior Politécnico e nas faculdades de Economia e Direito, respectivamente.
De igual modo, a Universidade José Eduardo dos Santos e o Instituto Superior de Ciências de Educação também aumentaram, este ano, o valor da taxa de inscrição ao exame de acesso, de 3500 para cinco mil nas unidades orgânicas da universidade e de 3800 para 4200 nos cursos do ISCED.
Ao contrário destas instituições públicas, as privadas mantém o mesmo preço das propinas, sendo que no Instituto Superior Politécnico de Tecnologias e Humanidades – Ekuikui II (ISUPE), criado em 2011, o valor está fixado em 25 mil kwanzas para todos os cursos do primeiro ano, enquanto do 2º em diante as taxas variam entre 29 a 34 mil kwanzas, de acordo à especialidade.
O mesmo ocorre com o Instituto Superior Politécnico Sol Nascente, em funcionamento desde 2012, onde o valor mensal da propina está fixado em 28 e 34 mil kwanzas, enquanto no Instituto Superior Politécnico Lusíada, implementado 2013, o preço da propina mensal registou um ligeiro aumento com taxa fixa de 39 mil kwanzas, contrariamente a 2017 em que os estudantes pagavam entre 33 a 39 mil kwanzas, variando de acordo ao curso.
No Instituto Superior Politécnico da Caála, em funcionamento desde 2017, 15 dos seus 16 cursos mantiveram os preços das propinas (25 mil kwanzas), enquanto a especialidade de História subiu de 20 para 25 mil.
Com tecnologia do Blogger.