Header Ads


Espaço Amigos da Literatura: "Os Mortos não sofrem" Por João Angelino - Portal Vany Musik

Por: João Angelino
Revisão: Portal Vany Musik

-Ei rapaz, saí daí. Queres morrer ou quê!?
Esse era um Kota automobilista que emitia sua opinião enquanto eu passava pela calçada e tive um deslize para o pavimento designado para as viaturas. Quase caí, pois estava mesmo muito esfomeado. Há quase três dias que não como. Para mim, não é difícil querer morrer. Temem muito a morte, àqueles que têm esperança e objetivos na vida. Eu não tenho isso. Tenho apenas uma calça, duas camisas.

Hoje se o sol parar de raiar, a lua adormecer, às estrelas forem-se embora, a chuva cair e o chão abrir-se, você ainda assim terás um refúgio, uma razão para viver e mil motivos para respirar. Tens uma mãe, um irmão, um amigo, pessoas que se importam verdadeiramente consigo e querem à toda maneira ajudar-te nos mais diversos domínios. Eu posso morrer agora, nenhum ser vivo vai chorar por mim, nem já uma mosca. Ninguém quer ser amigo de um mendigo, pobre e mal cheiroso. Não faço falta a ninguém, posso morrer agora, ninguém vai se importar.

Estou procurando alguém para fazer-me o favor de matar-me.
Ao menos assim eu descanso eternamente, pois os mortos não sofrem...
Com tecnologia do Blogger.