Header Ads


COVID-19: Governo do Huambo encerra mercado da Quissala vulgo “Alemanha” - Portal Vany Musik

POR: Estevão Ngundia

O Governo da província do Huambo determinou, neste sábado, o encerramento imediato do mercado da Quissala, vulgo “Alemanha”, por falta de organização e desrespeito à distância mínima exigida, no âmbito das medidas de prevenção do Covid-19 (novo Coronavírus).

De acordo com um despacho, distribuído à ANGOP, a Comissão Provincial de Prevenção contra o Coronavírus (Covid-19) constatou que o mercado, um dos maiores a céu aberto no país, continua a trabalhar com um número excessivo de pessoas e sem o mínimo de organização e respeito à distância mínima exigida, quer sejam entre os vendedores, como entre os compradores.
Subdivido em duas partes: formal e informal, ambas encerradas pelo mesmo motivo, conta com mais de 15 mil vendedores.
Por outro lado, lê-se na nota, regista-se um esforço considerável por parte dos mercados formais (municipal e Himalaias) e informais das Cacilhas, Cambiote e São Luís ou Kapango, que além de respeitarem as normas de venda das 06h00 às 13h00, mantém um nível de organização aceitável.
De igual modo, o Governo da província do Huambo suspende, até ao final do Estado de Emergência Nacional, decretado pelo Presidente da República, João Lourenço, todo o serviço de táxi (Hiace e outros ligeiros), por não respeitarem a lotação de um terço (1/3) do total de passageiros e exercerem a actividade fora do horário pré-definido.
“As autoridades mantêm igualmente a proibição de circulação de moto-táxi, vulgo Kupapatas”, indica a nota, que mais adiante alerta os operadores de transportes públicos de que a não observância estrita das normas vigentes implicará a suspensão da referida actividade e a tomada de outras medidas previstas.
A província do Huambo, no Planalto Central de Angola, controla 18 cidadãos em quarenta domiciliar, depois de 22 terem recebido alta médica esta semana, por não apresentarem sintomas compatíveis à gripe por coronavírus (covid-19), numa altura em que o país registou oito (08) casos, com duas mortes e um recuperado.

FONTE: ANGOP/Huambo
Com tecnologia do Blogger.