Header Ads


Huambo: Desafios do país requerem iniciativas sustentáveis, Diz Joana Lina - Portal Vany Musik

POR: Estevão Ngundia
FONTE: Angop/Huambo

Huambo - Os desafios do país exigem a adopção de iniciativas que garantem a durabilidade e sustentabilidade na execução de projectos sociais, por apelarem à promoção do crescimento em meio as dificuldades económico-financeiras, afirmou ontem, terça-feira, a Ex governadora do Huambo.

A governante teceu estas considerações durante apresentação do projecto científico sobre procedimentos de validação de Stone Mastic Asphalt (SMA) com borracha, tese de Doutoramento em Sistemas de Transportes, na especialidade de pavimentos rodoviários, do especialista angolano Kapila Silvino Sopa Chissama.
Trata-se de uma nova técnica para a aplicação de camadas de desgastes, no processo de asfaltagem das estradas, com a utilização de materiais locais, feita com mistura de materiais como brita, betume e borracha, sendo este último material reciclado de pneus usados para contrapor a fibra que habitualmente é usada nesta técnica.
A mesma, usada actualmente pelos países da Europa, apresenta, entre várias vantagem, a de maior durabilidade em relação  o Asphalt Concrete – AC 14 (betão betuminoso) que foi e é utilizada na reabilitação e manutenção das estradas no país.
Por esta razão, a governadora Joana Lina sublinhou ser estas iniciativas que devem ser agregadas nos planos de execução dos projectos sociais, sobretudo nesta fase de dificuldades financeiras, com vista a garantir a durabilidade e a sustentabilidade das infra-estruturas públicas, num período de tempo desejado.
Deste modo, continuou, permite-se a maximização dos poucos recursos financeiros disponíveis e, o mais rápido possível, proporcionar o desenvolvimento e o progresso desejado para o país, em prol do bem-estar dos cidadãos.
Em função das explicações do autor, Joana Lina considerou o projecto de “muito interessante e que qualquer país pode abraçar, felicitando, deste modo, o especialista angolano pela coragem e valentia na abordagem do assunto”.
Por sua vez, Kapila Silvino Sopa Chissama fez saber que o seu estudo sobre a temática traduz como vantagem na utilização da massa em Angola, numa durabilidade, entre 40 a 50 por cento em comparação ao tempo mínimo de dez anos estimado para o Asphalt Concrete – AC 14 (betão betuminoso), tendo em conta as condições climatéricas do país e da província do Huambo, em particular.
Quanto à matéria-prima para a confecção do pavimento, garantiu  não trazer muitas dificuldades, por consistir maioritariamente em britas, acrescido de 10 por cento de betume e um de borracha, que é material reciclado de pneus usados.
O doutorado pelo Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa (Portugal), a partir desta província Huambo, via teleconferência, no passado dia 04, acrescentou que através do seu estudo comprovou que a borracha, além de evitar o escorrimento de betume neste tipo de mistura, melhora também a sua resistência, por ser uma camada aberta que, em termos de resistência e comportamento mecânico suporta melhor as cargas.
Em termos de custos, disse que é mais oneroso em comparação ao Asphalt Concrete – AC 14, com um acrescimento de  15 a 20 por cento ao valor  actual da asfaltagem de um (1) quilómetro de estradas, estimado ao equivalente em Kwanzas em 885 mil euros, que podem ser recuperados nas acções de manutenções, que neste tipo de mistura  só poderão ser feitas  depois de muito tempo de duração.
A título experimental, Kapila Silvino Sopa Chissama informou que o material foi aplicado numa extensão de 100 metros no troço Cuima/Cusse, da Estrada Nacional 354 que liga o Huambo a Huíla, pela empresa ELEVO, com autorização e apoio do Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA).
Antes da obtenção do grau de doutoramento em sistemas de transportes, Kapila Silvino Sopa Chissana, natural do município e província do Huambo, fez a sua licenciatura e mestrado em Engenharia Civil pela Universidade de Aveiro de Portugal.
Com tecnologia do Blogger.