Header Ads


Huambo: Regista 638 novos casos de tuberculose entre Abril e Junho - Portal Vany Musik

POR: Estevão Ngundia
FONTE: Angop/Huambo

Huambo - O quadro epidemiológico da tuberculose na província do Huambo registou, entre Abril a Junho deste ano, um total de 638 novos casos, cinco dos quais faleceram, de acordo com o supervisor do programa de luta contra a doença, Manuel Bengui.

Em declarações à ANGOP, o responsável informou que comparativamente ao período entre Janeiro e Março deste ano, notificou-se a diminuição de 61 casos positivos de tuberculose e de três óbitos.
Referiu que estes doentes foram diagnosticados em 16 unidades sanitárias de atendimento da tuberculose, que durante o segundo trimestre atenderam mil e 460 pacientes, sendo que 226 realizaram o tratamento completo.
Manuel Bengui explicou que, dos 226 pacientes que efectuaram o tratamento completo da tuberculose, por um período de seis meses, apenas 62 comprovaram estarem curados, ao passo que os demais ainda não apareceram para efectuarem o teste clínico que determina se está curado ou não, após medicação.
O supervisor do programa de luta contra tuberculose na província do Huambo disse que ainda que 36 doentes abandonaram o tratamento, alegadamente por dificuldades financeiras, distância e outros factores sociais.
“Infelizmente temos registado vários casos de desistência no tratamento, alguns deles motivados pela falta de medicamentos nas unidades sanitárias, outros devido a distância que percorrem para ter acesso aos cuidados médicos/medicamentosos, visto que muitos deles preferem ser atendidos no Hospital Central, mesmo vivendo em municípios que dispõem de tais serviços”, lamentou.
Perante tal realidade, Manuel Bengui realçou a necessidade de se apostar na sensibilização das pessoas no sentido de aderirem às unidades sanitárias mais próximas, em caso de algum sintoma, quer seja de tuberculose ou de outra doença, para evitar desistências ao longo do tratamento.
O responsável solicitou, por esta razão, abertura de mais unidades de tratamento de tuberculose nos municípios da Chicala-Cholohanga e Chinjenje, que ainda não dispõem destes serviços.
Não obstante o número de casos registados, Manuel Bengui considerou estável o quadro epidemiológico da tuberculose na província do Huambo, com um abastecimento regular de medicamentos.
A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa causada por uma bactéria que afecta principalmente os pulmões, mas também pode ocorrer em outros órgãos do corpo, como ossos e rins, com um período de tratamento que vai de seis a oito meses.
Localizada no Planalto Central de Angola, com uma extensão territorial de 35.771 quilómetros quadrados, a província do Huambo tem uma população de dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, que têm à disposição 249 unidades sanitárias, construídas nos 11 municípios.
Com tecnologia do Blogger.