Header Ads


Huambo: Município do Mungo nas prioridades do combate à Pobreza - Portal Vany Musik

POR: Estevão Ngundia
Fonte: ANGOP Huambo

O município do Mungo, 130 quilómetros da cidade do Huambo, vai merecer uma atenção especial durante a execução, este ano, do Programa de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza, visando a melhoria da qualidade de vida dos seus 129 mil e 571 habitantes.

A informação foi avançada pelo vice-governador da província do Huambo para área Política, Social e Económica, José Cornélio, no final da 3ª sessão ordinária da Unidade Técnica de Acompanhamento e Supervisão do Programa de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza, orientado pela governadora Joana Lina.
Segundo o responsável, por apresentar maior índice de pobreza multidimensional, entre os 11 que compõem o planalto central, o Governo da província do Huambo direccionará parte das acções a este município, tendo em conta a promoção do crescimento, de forma equilibrada.
José Cornélio informou que, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a população do Mungo é a que mais tem dificuldades em vários domínios da vida sócio-económica, daí a razão da implementação de projectos capazes de alterar o quadro.
Este município conta com duas comunas (sede e Cambuengo) e é uma localidade que ascendeu à categoria de vila a 07 de Outubro de 1963.
José Cornélio referiu ainda que o Governo pretende, com a execução deste programa, tirar um grande número da população da província do Huambo da pobreza, através de acções assentes no emponderamento da mulher, melhoria da condição de vida das crianças, dos antigos combatentes e veteranos da Pátria e reforço dos agentes de desenvolvimento comunitário, que, por sua vez, jogam um papel preponderante na promoção do crescimento social das comunidades.
“Apesar do momento que o país está atravessar devido à pandemia Covid-19, vale dizer que a província do Huambo está no bom caminho, com adequação e identificação das acções à actual realidade, de modo a permitir que no final do ano se faça um balanço de quantas pessoas viram a sua condição de vida melhorada”, enfatizou José Cornélio
O Programa Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza, alinhado ao Plano Nacional de Desenvolvimento (PND), actua com base na articulação de várias intervenções sectoriais, como espelha o Decreto Presidencial nº 36/19, de 31 de Janeiro, que elege o município como unidade territorial principal de implementação.
Para o exercício económico 2019 foram alocados, para o planalto central, um valor global de três biliões, 958 milhões, 805 mil e 523 kwanzas, que se destinaram à construção de infra-estruturas sanitárias, escolares, reabilitação de estradas secundárias e terciárias, construção de sistemas de abastecimento de água e energia eléctrica, entre outros.
Conhecida no passado como “Rainha do Milho de Angola”, vivem nesta província um total de dois milhões, 519 mil e 309 habitantes, na sua maioria camponeses, que fazem das potencialidades agro-pecuárias a principal fonte de rendimento.
Com tecnologia do Blogger.