Header Ads


Huambo com três homicídios voluntários no fim-de-semana - Portal Vany Musik

Por: Estevão Ngundia
Fonte: Angop/Huambo

Huambo - As autoridades policiais da província do Huambo registaram, no último fim-de-semana, três homicídios voluntários, motivados por desentendimentos e crença em feiticismo, cujos autores já se encontram detidos, soube hoje, segunda-feira, a ANGOP de fonte institucional.

Segundo o relatório do Comando local da Polícia Nacional sobre a situação da segurança pública, neste período, o primeiro caso deu-se no bairro do Calundo, arredores da capital provincial, quando, depois de um desentendimento, um cidadão solteiro, de 25 anos, agrediu mortalmente, com um bloco, João Baptista Chamolancumbi, de 18 anos de idade.
Por outro lado, uma viúva de 63 anos de idade, identificada por Eduarda Maria, perdeu a vida depois de uma briga com um cidadão de 43 anos de idade, que lhe desferiu várias machadadas, depois de um desentendimento entre ambos.
O terceiro e último homicídio voluntário, tal como se pode ler no informe da Polícia Nacional, ocorreu em plena via pública da comuna do Lunge, município do Bailundo, sendo vítima o cidadão Miguel Chiwale, de 57 anos, assassinado supostamente por um ancião de 67 anos, que ao ser detido alegou ter praticado o crime em retaliação à prática de feitiçaria exercida pelo malogrado.
A par destes assassinatos, um outro cidadão de 24 anos de idade encontra-se internado no hospital municipal do Cachiungo, depois de ter sido agredido por um outro de 28 anos (detido), com quem se envolveu numa briga e acabou por matar a golpes de machado.
No total, indica o documento, foram detidos 24 cidadãos suspeitos da prática de igual número de crimes diversos, onde se destaca, além dos já mencionados, a usurpação de terrenos e a burla por defraudação de 555 mil Kwanzas.
Também se faz referência a recuperação de quatro secretárias furtadas na escola nº 145, no bairro Benfica, arredores da cidade do Huambo, uma motorizada, uma botija de gás butano de 12 kg e electrodomésticos diversos.
No mesmo período, lê-se no documento, foram registados sete acidentes rodoviários, entre atropelamentos, colisão entre motorizadas, despistes e choques de carros contra obstáculos fixos, que provocaram a morte de uma pessoa e ferimentos a outras 16, depois do excesso de velocidade, a não cedência de prioridade de passagem e a falta de precaução por parte de motoristas e motoqueiros.
Com tecnologia do Blogger.